Retomada da Rússia impulsiona exportações brasileiras de carne bovina em maio

12 de junho de 2019

As exportações brasileiras de carne bovina registraram no último mês de maio o melhor resultado do ano, com um volume de 149.960 toneladas, crescimento de 9,3% em relação ao mês de abril, de acordo com os dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), divulgados pela Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (ABIEC). Em relação ao faturamento, as exportações somaram US$ 575,98 milhões com altas de 11,4% ante o mês de abril. Um dos pontos de destaque para esse bom resultado é o desempenho da Rússia, cujo os embarques foram retomados em outubro do ano passado. O país, que em 2018 foi o 26º mercado para a carne brasileira, fechou o mês de maio na 8º posição entre os principais destinos, com um volume de 7.362 e receita de US$ 24.2 milhões. Desde janeiro, os embarques para o mercado russo cresceram 137% em volume e 140% em faturamento.  


Já no acumulado de janeiro a maio, os embarques para aquele país somaram 24.978 toneladas e faturamento de US$ 81,34 milhões, um crescimento de 1.595% e 1.224%, respectivamente, em relação ao mesmo período do ano passado.  


O avanço da Rússia também impactou no crescimento da categoria "Miúdos", que registrou seu maior volume exportado desde o início da série histórica em 1997, com um total de 15.271 toneladas em maio. 


As exportações totais de carne bovina do Brasil registraram um volume de 692.829 toneladas nos primeiros cinco meses do ano, alta de 16,7% no comparativo com o mesmo período de 2018. Em faturamento, as vendas foram de US$ 2.60 bilhões, avanço de 7,7%.